quinta-feira, 8 de maio de 2014

Poesia da verdade




  Brilhante como a própria Lua,
  Como o sonho que se esvai na noite escura,
  Como o Sol que engole a escuridão,
  E traz consigo toda uma multidão.

  Como a verdade que machuca,
  A minha verdade absoluta,
  Como a cor prata das emoções,
  Traz consigo as canções.

  Como o Mar que conversa,
  Ou a maré que refresca,
  Como a convencer-me de tudo,

  Da poesia, fiz meu mundo.